Vox Populi : Aprovação de Temer tende a zero

Compartilhar:

A cada novo governo, seja qual for a forma que este chegou ao poder, em geral,  cria-se uma expectativa se o mesmo será bom ou ruim e só o tempo será capaz de definir qual o grau de satisfação das pessoas. No caso do governo golpista de Temer, a venal imprensa burguesa tratou de criar uma fala expectativa de que haveria mudanças positivas, melhoras na economia etc. e até mesmo de apresentar “que as coisas estavam mudando” para manter a farsa de que a derrubda do governo anterior teria sido apoiado pela maioria da população.

Mesmo com toda campanha favorável da imprensa golpista, o governo Temer não precisou de muito tempo para ser desaprovado pela maioria esmagadora da população.

Além da rejeição pelo fato e ter chegado ao governo por meio de um golpe de estado, derrubando a presidenta eleita pela maioria da população, as “reformas” encaminhadas por Temer e demais golpistas que tomaram o comando do governo, são as principais responsáveis por sua impopularidades e por ter conforme o instituto Vox Populli, apenas 5% de aprovação.

Com medidas como a maior privatização da extração do petróleo, o congelamento dos investimentos em saúde e educação pelos próximos 20 anos, as “reformas” da Previdência e trabalhista e o libera geral nas terceirizações, seria de se estranhar se alguém ainda aprovasse um governo deste.

Segundo a pesquisa, reforma da previdência é reprovada por 93% da população e prejudicará de forma direta, praticamente 100% desta, o que aumenta a revolta das pessoas. . Com um cenário destes de insatisfação total, os golpistas ainda buscam sua aprovação por meio de chantagens e valendo-se do controle que tem sobre  o congresso mais reacionária das ultimas décadas.

Ainda que haja manipulações nas pesquisas e a tudo possa ser ainda pior para os golpistas, a situação mostra que há plenas condições de levar adiante um amplo movimento de mobilização nas ruas pela derrubada do atual governo e para barrar sua ofensiva contra os trabalhadores e a economia nacional, anulando o impeachment e reestabelecendo o governo eleito pela maioria da nação.

artigo Anterior

Delações mostraram como funciona o sistema eleitoral burguês

Próximo artigo

Tucanos são imunes a prisão: mais um caso de corrupção do PSDB no metrô paulista

Leia mais

Deixe uma resposta