República de Curitiba: para os golpistas tudo… para os inimigos a lei

Compartilhar:

O tema da coluna desta semana volta a ser o cinema brasileiro, mas agora dos lado dos golpistas. É um dos temas da semana, o filme contra Lula, o filme da Lava Jato, “Polícia Federal – a lei é para todos”.

Uma petição dos advogados de Lula questionando imagens da condução coercitiva, leia-se sequestro, do ex-presidente no dia 4 de março, pela turma de Moro, evidenciou, mais uma vez, o modus operandi da República de Curitiba.

Primeiro Moro negou a existência do vídeo e ainda disse que proibiu qualquer filmagem, os produtores negaram ter acesso ao vídeo. Depois veio a notícia de que o delegado da PF Igor Romário de Paula fez o vídeo e que ele teria sim sido entregue para a equipe do filme assistir como inspiração para a principal cena do longa metragem.

Um dos principais atores do filme, o também coxinha Ary Fontoura em entrevista declarou que foi para a sede da PF em Curitiba com o seguinte propósito, “Vim sentir o clima da Lava-Jato e assistir às gravações que a PF fez da condução coercitiva do Lula”.

E qual foi a reação do comandante da República do Paraná? Prender o delegado que vazou o vídeo? Prender o ator e a produção do filme que viram imagens ilegais que podem obstruir a justiça? Nada. Moro fez vista grossa. Não é a primeira vez e nem será a última que o juizeco age de acordo com seus interesses golpistas.

Aos vazamentos do áudio da conversa entre Dilma e Lula que foi veiculado em rede nacional de televisão? Nada foi feito. À notícia do blogueiro Eduardo Guimarães sobre a condução coercitiva de Lula, mais sequestro. Às inúmeras delações envolvendo Aécio, Serra, FHC, Alckmin e outras figuras do PSDB nada é feito. Já a um suposta convicção de que Lula é o chefe de uma quadrilha corrupta interplanetária e que ficou podre de rico de maneira ilícita e acabou comprando enormes propriedades que são um Tríplex no Guarujá e um sítio em Atibaia, todo o tipo de arbitrariedades e pressão jurídica, da imprensa golpista, pressão policial etc.

O filme “Polícia Federal – a lei é para todos” que tem um orçamento astronômico de R$ 15 milhões de financiadores anônimos é mais uma das artimanhas golpistas para atacar Lula e o PT e ampliar a campanha golpista para facilitar a entrega de todas as riquezas nas mãos do imperialismo e acabar com todos os direitos sociais e trabalhistas da população.

artigo Anterior

Le Monde: Lava Jato aprofundou a crise econômica

Próximo artigo

JBS forçada a parar pela segunda vez no ano

Leia mais

Deixe uma resposta