Fazer a greve contra a terceirização para garantir direito de greve

Compartilhar:

Na calada da noite do dia 22 de março, os golpistas do Congresso Nacional aprovaram a lei da terceirização, proposta feita pelo governo FHC em 1998, que por não ter nenhum apoio popular, só poderia ser aprovada pelo Congresso nacional após o golpe de Estado de 2016.

A medida é tão draconiana contra a classe trabalhadora que somente um governo golpista tem condições de aprovar tal ataque, já que é um governo que representa apenas os interesses dos artificies desse golpe, a começar pelo imperialismo norte-americano.

A consequência maior da lei da terceirização ao conjunto da classe trabalhadora é a destruição dos sindicatos, uma vez que a terceirização promove a mão de obra rotativa, que não é sindicalizada, pois nem dá tempo para organizar esses trabalhadores, já que são demitidos antes de fazerem um ano de trabalho.

Com a terceirização completa dos serviços púbicos, haverá também o esvaziamento do sindicato, pois a contratação de mão de obra terceirizada é feita em contratos temporários, precários e bem mais desvalorizados que o dos trabalhadores concursados.

A tendência é os patrões usarem os terceirizados para rebaixarem os salários dos trabalhadores próprios, retirarem direitos, objetivando a substituição de todos esses trabalhadores por trabalhadores terceirizados.

Com o enfraquecimento dos sindicatos, perdendo o poder de negociação do valor da mão de obra que os trabalhadores possuem quando estão organizados, vamos voltar aos primórdios do capitalismo, quase a escravidão.

O ataque não é apenas econômico, sobretudo, um ataque à organização política da classe operária, por isso, vários deputados golpistas de direita que votaram a favor da lei da terceirização, diziam a votar nessa lei escravocrata que queiram ver se os sindicatos teriam poder de mobilizar os trabalhadores a partir da aprovação da lei.

Diante desça ameaça de vida ou morte a organização dos trabalhadores, a classe operária precisa reagir com uma violência maior do que os golpistas estão usando contra os trabalhadores.

É necessária uma greve geral contra o golpe e todas as medidas golpistas que estão preparando o terreno para destruição de todos os direitos dos trabalhadores, buscando escravizar o povo trabalhador.

Temos que levantar a greve pela derrubada do governo golpista, pela anulação do impeachment e todas as medidas realizadas por esse governo golpista.

Abaixo a terceirização!

artigo Anterior

5 revoluções coloridas impulsionadas pelo imperialismo

Próximo artigo

Dória, o trabalhador

Leia mais

Deixe uma resposta