O deboche da direita: trabalhando para golpe, Temer diz que se aposentou cedo demais

Compartilhar:

A declaração do presidente golpista Michel Temer sobre a reforma da Previdência revela a total demagogia, o cinismo e a cara de pau dos golpistas, enquanto acabam com todos os direitos da população, como a aposentadoria, a CLT, impondo um programa de verdadeira escravidão sobre a classe trabalhadora.

Para justificar a importância da reforma da aposentadoria, Temer declarou que ele mesmo era um exemplo de como a “precocidade é prejudicial para a previdência” referindo-se ao fato de que se aposentou aos 55 anos. “Embora eu tivesse cumprido todos os requisitos à época, quando a expectativa de vida era menor, passados 20 anos, estamos aqui trabalhando”, concluiu Temer.

Primeiro é preciso dizer que o único trabalho que Temer fez durante sua vida e está fazendo agora é o trabalho de ser um verdadeiro golpista. Capacho dos interesses imperialistas, o presidente “trabalhador” não cansa é de trabalhar para acabar com as condições de vida da população mais pobre, da classe trabalhadora brasileira, como a aposentadoria de milhares de brasileiros, a CLT, a educação e a saúde

O cinismo de Temer visa esconder o fato também de que o que os golpistas realmente pretendem é por fim a Previdência e obrigar a população a trabalhar até morrer. Tudo isso sem qualquer direito assegurado, como seguro-desemprego, férias, 13º salário, entre outros.

A declaração do golpista deve ser encarada como um verdadeiro deboche contra a classe trabalhadora que a cada dia que passa tem seus direitos, conquistados ao longo de várias décadas de luta, destruídos e é empurrada para uma situação de escravidão por essa escória golpista que domina o país.

Contra essa demagogia, esse cinismo e escárnio da direita, é preciso mobilizar a população brasileira para derrotar o golpe de Estado, em defesa da anulação do impeachment e colocar para fora todos esses golpistas.

artigo Anterior

Hoje a terceirização, amanhã a Previdência, a luta tem que ser contra o golpe

Próximo artigo

Mulheres negras esquecidas pela história em exposição

Leia mais

Deixe uma resposta