Acirrando os ânimos, Coreia do Norte pode ter desenvolvido mísseis de longa distância

Compartilhar:

Na última semana a República Democrática e Popular da Coreia teria feito testes de um novo míssil de longa distância. O governo declarou que os testes visam desenvolver mísseis capazes de atuar no espaço sideral, Kim Jong Un declarou que o “mundo logo verá a grande importância e significado da vitória de hoje.”.

A notícia vem combinada de tensão entre as duas Coreias, no momento em que os EUA estão fazendo exercícios militares na Coreia do Sul e lhes dando novos armamentos. O imperialismo norte americano deu à Coreia do Sul um novo sistema anti-mísseis, o que em conjunto com a atuação do coreanos do norte começa uma verdadeira corrida armamentista entre os dois países.

O conflito, apesar de aparecer limitado aos dois países, na verdade é uma continuação do conflito entre a China e os EUA. A China tem como aliado ali, a Coreia do Norte, e está incentivando o desenvolvimento armado desta. A Coreia do Norte não faz parte do acordo de não proliferação nuclear e alega já ter armas nucleares.

Rússia e China se o opuseram aos EUA armarem a Coreia do Sul, colocando o problema às claras, que ela está sendo armada contra os russos e chineses. Trump, em resposta aos testes de mísseis, colocou a possibilidade de aramar nuclearmente a Coreia do Sul e o Japão. Colocando Extrema tensão numa região que já tem três potências nucleares.

O imperialismo norte-americano está tendo dificuldades de combater a presença militar da China no extremo-oriente. No Mar da China, os chineses já detém mais poder militar que os EUA, o conflito entre países atrasados como a China e a Rússia está se desenvolvendo rapidamente numa crise.

artigo Anterior

Para que servem os vices?

Próximo artigo

Resposta a Marcelo Serrado: Sim, defender o golpe é ser a favor de Temer!

Leia mais

Deixe uma resposta