20 de março 2003 — Logo nas primeiras horas da manhã, os Estados Unidos invade o Iraque

Compartilhar:

20 de março 2003 — Invasão do Iraque: Logo nas primeiras horas da manhã, os Estados Unidos e três outros países iniciam as operações militares no Iraque. Começou no 20 de março de 2003 e terminou em 1 de maio do mesmo ano, foi a primeira etapa do que se tornaria um longo conflito, a Guerra do Iraque. Foi lançada com o nome de “Operação Liberdade do Iraque” pelos Estados Unidos e aconteceu no contexto da Guerra Global contra o Terrorismo.

A invasão durou apenas 21 dias e foi bem sucedida. Os americanos receberam apoio militar do Reino Unido, da Austrália e da Polônia. O objetivo era derrubar o governo de Saddam Hussein. A fase da invasão do conflito foi curta e consistiu em combate convencional e na ocupação de boa parte do Iraque, resultando na destituição do governo que estava no poder.

No final de 2015, o governo norte-americano abandonou a política de reduzir o número de soldados no Iraque, e passou a mandar mais tropas para o País. A ocupação do Iraque, a partir de 2003, destruiu completamente o País. O presidente dos EUA, Barack Obama, prometia em sua campanha retirar as tropas do país. Perto do final de seu segundo mandato, fez exatamente o contrário, e voltou a aumentar o número de soldados na região.

Os EUA não conseguiram tomar o controle do Iraque com a ocupação militar do País, e tiveram que entrar em um acordo com o Irã, que resiste ao domínio norte-americano no Oriente Médio. Essa derrota militar norte-americana marcou uma crise da dominação imperialista diretamente relacionada à crise econômica do imperialismo que estourou em 2008.

Desde então, a situação é cada vez mais instável na região, com a resistência de Assad ao golpe do imperialismo na Síria e o conflito entre Arábia Saudita e Irã em uma guerra por procuração no Iêmen. Nesse contexto e devido o aprofundamento da crise capitalista, o imperialismo procura intensificar a exploração dos países atrasados em todo o mundo. Esse é o motivo de tantos golpes estarem em curso no momento, como acontece no Brasil.

artigo Anterior

Unidade com os golpistas é um caminho para o fracasso

Próximo artigo

Por que o Judiciário quer calar o PCO?

Leia mais

Deixe uma resposta