Globo denuncia: corrupção é usada para perseguir adversários políticos… na China

Compartilhar:

O sítio eletrônico G1, que pertence à Rede Globo, reproduziu uma matéria da agência France Presse nesta terça-feira (10) sobre a punição aos corruptos na China. Desde 2012, informa a Globo, mais de um milhão de chineses foram presos sob acusações de corrupção. A Globo, também conhecida como Rede Golpe, não deixou de publicar a conclusão do texto que reproduziu: “Alguns analistas consideram que essa campanha contra um mal profundo na sociedade chinesa é, além disso, um instrumento para eliminar adversários políticos.”

Quem diria? A Globo admite que a campanha contra a corrupção possa ser usada para perseguir adversários políticos. Depois de uma década usando a corrupção para atacar o PT, até derrubá-lo na campanha golpista, a Globo reconhece que a corrupção pode ser usada para perseguir. Na verdade, campanhas contra a corrupção sempre são usadas dessa forma. Não são verdadeiramente contra a corrupção, nem aqui nem na China.

Com a campanha contra a corrupção usada para dar o golpe, na qual a Globo foi uma das principais participantes, a direita evitou defender seu programa político. Criaram um espantalho moral para atacar um partido em proveito de um programa político que não pode ser defendido publicamente e que não ganha eleições. O programa que está sendo implementado por aqueles que usurparam o poder com ajuda da Rede Globo: corte de gastos públicos, ataques aos direitos trabalhistas, à previdência, aos salários, ao patrimônio nacional, e uma mudança de regime para reprimir duramente os que se oponham a essa política.

É para isso que a direita pró-imperialista usou a campanha contra a corrupção no Brasil. Para colocar esse programa em prática, políticos sabidamente muito mais corruptos assumiram o poder. A Globo teve um papel determinante nessa campanha, com suas escolhas editoriais e inflando os protestos organizados pelos coxinhas, e agora, cinicamente, diz que o combate à corrupção pode estar sendo usado para perseguição política… mas bem longe daqui.

artigo Anterior

Privatização dos presídios – MBL a favor da corrupção

Próximo artigo

Governo mexicano massacra protesto contra o roubo do petróleo

Leia mais

Deixe uma resposta