Tudo de velho no Ano Novo de São Paulo: Doria assume prefeitura

Compartilhar:

João Doria, o prefeito golpista eleito da cidade de São Paulo, tomou posse no primeiro dia do ano. A cerimonia contou com a presença do ex-prefeito, Fernando Haddad (PT) e o governador do estado, o também tucano, Geraldo Alckmin.

Em seu discurso, recheado de demagogia, Doria enfatizou a realização de seus projetos como o “Cidade Linda”, um projeto superficial de limpeza de ruas e bueiros da cidade, e na manhã dessa segunda feira, vestiu-se de gari no primeiro dia de trabalho.

Uma demagogia imensa, se olharmos para seus projetos municipais que constam a total exclusão e ataque contra a classe trabalhadora da cidade de São Paulo. O aumento da tarifa de ônibus, o fim da gratuidade no transporte para idosos e estudantes, a privatização do autódromo de Interlagos e do Ibirapuera, o fim da virada cultural de São Paulo, reduzindo para um ambiente fechado e longe do acesso da população mais pobre, esses são alguns dos planos do golpista para a cidade, que somam mais de 80 “promessas” de campanha. 

O golpista aproveitou a cerimonia para lembrar, e apoiar, a possível candidatura para as eleições presidenciais de Geraldo Alckimin, em 2018. Alckmin é famoso pela sua polícia que bate “democraticamente” em estudantes e professores, crianças e idosos, trabalhadores e moradores de ruas, além de desviar dinheiro da merenda de escolas, e conseguir deixar o estado de São Paulo sem água por meses em pleno verão de 2015.

A cidade de São Paulo está nas mãos de um golpista, assim como todas as outras capitais brasileiras. Esse é mais um reforço de poder para a direita golpista atacar a classe trabalhadora e colocar o plano da burguesia em ação, dominando todas as instituições, prefeituras e administrações do país.

A classe trabalhadora deve se levantar contra o golpe e todos os golpistas, que iniciarão as gestões nos municípios nesse ano de 2017. Impedir que a direita coloque em prática o plano da burguesia e do Imperialismo internacional contra a população brasileira pobre e a classe trabalhadora.

artigo Anterior

MEC golpista quer o fim do ensino noturno

Próximo artigo

Golpistas querem eliminar a candidatura de Lula

Leia mais

Deixe uma resposta