30 de dezembro de 1916 – O guru da monarquia russa, Rasputin, é assassinado por membros da nobreza

Compartilhar:

Grigori Iefimovich Rasputin foi um camponês de uma pequena aldeia na região siberiana que ganhou conhecimento por ser uma espécie de “amuleto místico” e o mais alto conselheiro do tzar Nicolau II e a tzarina Alexandra.

De vida promíscua, era odiado pela nobreza russa por sua alta influência sobre o tzar, que acatava quase tudo que Rasputin falava.

Com a convicção de que Rasputin era o maior problema da Rússia, um grupo de membros da nobreza armaram uma conspiração contra o starets, tendo se concluído na noite de 30 de dezembro de 1916, no palácio do príncipe Felix Iusupov, quem também assassinou o conselheiro do tzar.

Poucos meses depois, a Revolução de Fevereiro derrubou o tzarismo, mostrando que toda a crise não era problema de apenas um membro da monarquia.

 

artigo Anterior

2 de janeiro de 1963 – Batalha de Ap Bac: primeira grande vitória do Vietnã contra o imperialismo

Próximo artigo

Crise imperialista: Obama expulsa 35 diplomatas russos por suposta interferência em eleição, Rússia também vai expulsar 35 diplomatas americanos.

Leia mais

Deixe uma resposta