Golpistas preparam o aumento da tarifa de ônibus em São Paulo

Compartilhar:

O prefeito golpista João Dória já prepara o aumento da tarifa de ônibus para o próximo ano na cidade de São Paulo. De acordo com relatório produzido pela Câmara de Vereadores, a manutenção da tarifa atual de R$ 3,80 levaria um rombo nos cofres da prefeitura.

De acordo com o estudo, a verba de 1, 75 bilhão de reais para subsidiar a passagem não seria suficiente, o valor necessário teria que ser de 2,56 bilhões de reais. O que acarretaria um prejuízo de 769 milhões no orçamento da prefeitura.

Isso porque a dívida da prefeitura com as empresas de transporte aumentou 538%, passou de 33 milhões para 208 milhões entre abril e novembro desse ano. O aumento da dívida estaria relacionado com o maior repasse de subsídios dados pela prefeitura nos últimos anos por conta de programas de gratuidade com Passe Livre Estudantil, a passagem para idosos e o bilhete único mensal.

Ou seja, está em pauta o aumento da tarifa, de acordo com o relatório o valor deveria passar de 3,80 para 4,40 reais. Um reajuste de 15,79% na passagem. Além do aumento da passagem, a próxima administração tucana pretende também acabar com benefícios com a passagem gratuita para trabalhadores maiores de 60 anos de idade. O prefeito eleito tucano golpista estuda elevar para 65 anos a idade mínima para se conseguir a gratuidade. Doria também pretende acabar com o passe livre por quarenta dias para trabalhadores desempregados.

O PSDB reproduz em São Paulo a política da direita golpista a nível nacional, acabar com todos os direitos e garantias dos trabalhadores da população pobre e trabalhadora. O aumento de 15% da tarifa de ônibus é um ataque duríssimo a toda a população, em especial a classe trabalhadora que depende do transporte público para se locomover ao trabalho ou a outros locais da cidade.

A saída para o aumento da tarifa de ônibus é a estatização do transporte. É necessário acabar com o repasse milionário do dinheiro público para as empresas privadas, as quais são verdadeiras mafias preocupadas apenas com o aumento dos seus lucros e não com a qualidade dos serviços prestados  à população. Haja vista a precariedade dos meios de transporte como ônibus e metrôs.

Somente a mobilização da juventude, dos trabalhadores contra os golpistas e a sua política de corte de direitos pode barrar esse mais esse ataque à população.

artigo Anterior

Bradesco planeja demitir milhares de trabalhadores

Próximo artigo

Imprensa golpista faz campanha pela cláusula de barreira

Leia mais

Deixe uma resposta