Ação que afeta Renan Calheiros pode ser julgada hoje pelo STF

Compartilhar:

Nem tudo está às mil maravilhas para os golpistas. Os jornais têm dado destaque à crise entre os poderes legislativo e judiciário. O que está ocorrendo é na verdade uma disputa para decidir quem controla a situação política.

O poder Judiciário dominado pelos golpistas está se fortalecendo cada vez mais e buscando manter esse poder, inclusive legislando e atuando como Parlamento.

É nesse sentido que vão as notícias dos jornais nesta semana de que o Planalto estaria tentando intervir no Supremo Tribunal Federal para evitar que vá à julgamento ação apresentada pelo partido Rede Sustentabilidade pedindo que réus saiam da linha sucessória da Presidência da República. O que afetaria diretamente o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). O julgamento está previsto para hoje.

O pedido da Rede é para que políticos com denúncias admitidas pelo Supremo não possam substituir o presidente da República, nem mesmo em caso de viagens. Alvo de 11 inquéritos, Renan é o segundo na linha sucessória de Temer, após o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Isso no momento em que a proposta de Emenda Constitucional que pretende congelar pelos próximos 20 anos o orçamento do governo federal está no Senado para ser aprovada ainda este mês para ser promulgada no começo de dezembro e entre em vigor já em 2017. A proposta foi aprovada por ampla maioria na Câmara dos Deputados.

Renan entrou no centro do debate depois que criticou a decisão de um juiz de Brasília autorizando a invasão do Senado Federal pela Polícia Federal que resultou na prisão de quatro policiais legislativos acusados de interferirem na Lava Jato por terem legitimamente retirado escutas telefônicas de apartamentos de senadores.

Com o avanço da Lava Jato e a campanha da imprensa capitalista o Judiciário tem se consolidado como um poder ditatorial e a disputa que está ocorrendo diz respeito a interesse da burguesia com o desenrolar do golpe.

As instituições todas estão dominadas pelos golpistas, mas o Judiciário que ninguém controla pois não está submetido a voto ou qualquer outro tipo de controle popular tem sido o mais dedicado poder aos interesses dos imperialistas.

artigo Anterior

Ciro Gomes quer tudo do PT

Próximo artigo

Ocupações na UFRGS crescem a cada dia

Leia mais

Deixe uma resposta