Sem teoria revolucionária, não há movimento revolucionário

Compartilhar:

colunistas-rafaelRafael Dantas

Nosso partido está apoiado sobre uma sólida teoria, o marxismo. E para que ele cresça e se desenvolva, é preciso que o conjunto da militância estude e compreenda profundamente a essência do pensamento revolucionário que guia sua ação.

Foi pensando nisso e levando em consideração o crescimento do próprio partido, com a incorporação de companheiros em diferentes regiões do País, que a partir da sua última Conferência Nacional, realizada em 9 de outubro, a direção nacional do PCO decidiu realizar cursos de formação política em todas as cidades onde está organizado.

Com o tema “O que é o marxismo?”, militantes e simpatizantes discutirão nos próximos quatro finais de semana, de Norte a Sul do País, o texto de Lênin “As três fontes e as três partes constitutivas do marxismo”.

No seu texto, Lênin assinala que o marxismo é o alvo da maior hostilidade e ódio de toda a “ciência burguesa”, que vê no marxismo uma espécie de “seita perniciosa”, e que não poderia ser diferente, em uma sociedade baseada na luta de classes, onde não há e nem pode haver uma ciência social “imparcial”.

O marxismo não é uma doutrina fechada em si mesma, é o sucessor do que de melhor criou a humanidade no século XIX: a filosofia alemã, a economia política inglesa e o socialismo francês e, de forma completa e harmoniosa, dá aos homens uma concepção integral do mundo, inconciliável com a superstição, a reação e a defesa da opressão burguesa.

Essa atividade tem como objetivo central abrir as portas para o estudo de toda uma compreensão de mundo aos militantes e aos companheiros que estão se aproximando do partido e estimular a leitura e a discussão dos principais aspectos da teoria revolucionária da classe operária.

Convido todos os que já militam e os que estão considerando tomar uma posição ativa na luta pela construção de um partido operário, revolucionário e socialista a participar ativamente dessa atividade.

artigo Anterior

Não há crise nas verbas para a imprensa golpista

Próximo artigo

PM reprime estudantes em escola Sorocaba

Leia mais

Deixe uma resposta