Plano Cohen

Compartilhar:
General Olympio Mourão Filho, integralista e membro do serviço secreto. Se declarou como o autor da fraude do Plano Cohen.

30 de setembro de 1937 – documento divulgado pelo governo brasileiro atribuído à Internacional Comunista, contendo um suposto plano para a tomada do poder pelos comunistas.

Anos mais tarde, foi comprovado que o documento havia sido forjado pelo capitão integralista Brasileiro Olímpio Mourão Filho – membro do Serviço Secreto do governo na época – com a intenção de justificar o golpe de Estado que levou à instauração da ditadura do Estado Novo, em novembro de 37.

Em março de 45, com o Estado Novo chegando ao fim, o general Góes Monteiro denunciou a fraude do Plano Cohen.

O nome do Plano se deu porque seus autores acrescentaram no final a assinatura de Bela Kun, comunista húngaro, modificando-a depois para Bela Cohen.

artigo Anterior

Congresso de Viena

Próximo artigo

Chega ao fim a campanha eleitoral que não existiu

Leia mais

Deixe uma resposta