Estados Unidos aplaudem golpe no Brasil

Compartilhar:

O Departamento de Estado norte-americando, responsável por relações internacionais, reconheceu o impeachment no Senado minutos após a votação. Tudo seguiu “o ordenamento constitucional”. Leia-se: o processo golpista está bem encaminhado. O porta voz do departamento afirmou que irão continuar as “relações bilaterais com o Brasil”.  O imperialismo norte-americano age apenas de maneira unilateral com países atrasados, e o golpe é resultado disso.

O governo norte-americano é um dos grandes estrategistas do golpe. Em diversos documentos em forma de aúdio, escrito ou por interações em diversos meios, o processo golpista estava sendo preparado há muito tempo com a ajuda da CIA e o próprio Departamento de Estado.

Antes mesmo de 2010 o nome de Sérgio Moro já era citado em gravações vazadas pelo Wikileaks e publicadas em blogs como O Cafézinho. Michel Temer deveria ser considerado um traidor da pátria por suas ligações com a CIA. Os norte-americanos ao reconhecer o processo golpista apenas estão congratulando o sucesso de seus funcionários.

A Organização das Nações Unidas (ONU), órgão que responde ao imperialismo e um notável falsificador de estatísticas, através de seu secretário-geral, Ban Kimoon, enviou ao presidente Temer muitas felicidades no início de seu mandato. Disse ainda confiar em Temer. Para não prejudicar ninguém, no discurso é óbvio, Ban Kimoon agradeceu a ex-presidenta Dilma por seu comprometimento e apoio ao trabaho das Nações Unidas durante seu mandato.

É assim o modus operandi do imperialismo. Leva adiante todos os planos de dominação econômica, política e se necessária bélica, em todo o mundo. No discurso passa a mão na cabeça e se usa de organizações como a ONU para enviar uma mensagem de paz, enquanto faz guerra em todo o globo e aplica golpe nos mais variados países.

artigo Anterior

Zelador do triplex, candidato da direita

Próximo artigo

Bancários decretam greve

Leia mais

1 Comentário

Deixe uma resposta