Imperialismo norte-americano mata crianças no Iêmen

Compartilhar:

Bombardeio em escola no Iêmen no último sábado (13) deixou ao menos 10 crianças mortas e 28 feridos, o ataque foi promovido pela coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita (Riad), a região é reduto da oposição armada Houthi.

Desde a chamada primavera árabe, o Iêmen sofre com sucessivos ataques da Arábia Saudita, representante do imperialismo-norte americano no Oriente Médio, e de outros países da coalizão árabe, vale lembrar que o Iêmen é um dos países mais pobres da região, carente até mesmo de infraestrutura básica.

A Arábia Saudita, sob a batuta dos EUA, continua atacando o houthi e assassinando civis no Iêmen, o imperialismo norte-americano quer assegurar o controle sobre o estreito de Bab Al-Mandeb, o Golfo de Aden e as ilhas Socotra. Bab Al-Mandeb é importante ponto estratégico para o comércio marítimo internacional e embarques de energia, que conecta o Golfo Pérsico, pelo Oceano Índico, com o Mar Mediterrâneo via Mar Vermelho.

O houthi resiste ao golpe no Iêmen, a guerra civil promovida pelo imperialismo, com apoio saudita, arrasa o País para controlar área comercial estratégica com o objetivo de escoar o petróleo saqueado da região. Para o intento mata milhares de civis, muitos deles crianças.

artigo Anterior

“Revisão” no INSS, mais um ataque aos trabalhadores

Próximo artigo

Jesse Owens, o negro que humilhou o nazismo

Leia mais

Deixe uma resposta