O que fazer nas eleições

Compartilhar:

Diante do golpe de Estado em marcha no País e do avanço da direita em todas as instituições do Estado, do Congresso ao Judiciário, as eleições municipais desse ano serão uma verdadeira farsa. A democracia burguesa está sendo colocada abaixo e o regime político assume cada vez mais o formato de um verdadeiro Estado de exceção, com os direitos democráticos do povo sendo cassados pelos golpistas. Intensificam-se a perseguição às organizações de esquerda, sindicatos e partidos, haja vista os atentados que ocorreram às sedes do PT e aos sindicatos ligados à CUT.

A direita golpista pretende também atacar as condições de trabalho da classe operária, extinguindo direitos fundamentais, acabando com a CLT e privatizando todas as empresas nacionais. Diante desse quadro, participar das eleições que ocorrerão em outubro fazendo promessas de campanha, não passa da mais pura demagogia e da tentativa de enganar a classe trabalhadora e toda a população.

As eleições devem se constituir em uma verdadeira tribuna de denúncia do golpe de estado e da política da direita golpista contra a população, o ataque aos direitos democráticos a perseguição às organizações operárias, sindicatos e partidos de esquerda.

Essa deve ser a política de um partido operário e revolucionário. Essa será a política do Partido da Causa Operária. Diferente de toda a esquerda pequeno-burguesa que vê nas eleições um meio para garantir os seus próprios interesses (conquista de cargos, eleição de deputados, prefeitos, vereadores), o PCO e toda a sua militância participarão do processo eleitoral para denunciar o golpismo e convocar toda a população a se mobilizar contra o golpe, defender a necessidade de uma greve geral para derrotar os golpistas.

As eleições serão também uma tribuna de chamado à toda classe operária para a construção do partido operário, revolucionária e de massas, único instrumento capaz de por abaixo a dominação burguesa a favor da revolução da classe operária e do socialismo.

artigo Anterior

Turquia: imprensa golpista na cadeia

Próximo artigo

Cinemateca apresenta filmografia de Glauber Rocha

Leia mais

Deixe uma resposta