Secundaristas ocupam duas escolas no Pará

Compartilhar:

O Pará é um dos Estados mais destruídos pela direita golpista.

O PSDB, que já está no segundo mandato consecutivo do governo do estado, destruiu a educação para depois lançar a proposta de “charter schools” – escolas públicas, mas com gestão privada – para entregar a educação para os capitalistas.

Nas escolas não há merenda, professores e os prédios não são reformados há décadas. Em algumas escolas, há infestação de morcegos e pombas e outras escolas suspenderam as aulas por falta de transporte escolar.

Diante disso, os estudantes se mobilizaram contra a política tucana antieducacional e ocuparam suas escolas. Até agora são duas escolas ocupadas.

As escolas ocupadas são a escola estadual Remigio Fernandes, no nordeste do Estado, e Walkise da Silveira Vianna, no sul do Estado.

Além de melhorias nas escolas, os estudantes também reivindicam o fim da ditadura tucana nas escolas; exigem a eleição direta para os cargos da direção e uma gestão com participação dos estudantes nas decisões.

A política golpista para a educação é a de total desmonte e privatização do ensino público. As ocupações são pólos de luta contra essa política da direita e nesse sentido, contra o golpe.

Para avançar na luta, as ocupações devem se mobilizar ao lado de toda a luta antigolpista que está acontecendo e ampliar as ocupações. O golpe também é contra a educação.

artigo Anterior

Greve contra o sucateamento do HU da USP

Próximo artigo

Governo golpista pisa em ovos

Leia mais

Deixe uma resposta