Delegados da Polícia federal ameaçam processar ministro

Compartilhar:

Entrevista publicada pelo presidente da Associação dos Delegados da Polícia Federal, no último dia 22, para o jornal O Globo, Carlos Eduardo Sobral deixou claro em suas declarações o verdadeiro o caráter golpista e arbitrário da Policia Federal. Em relação as declarações do novo ministro da justiça, Eugênio Aragão, de que  irá trocar a equipe da investigação da Lava Jato, caso haja mais vazamentos de informações, Eduardo Sobral disse que a PF não irá aceitar nenhuma ação concreta, e que, caso isso ocorra, haverá reação.

A própria imprensa burguesa definiu como ataque a tentativa  de interferência do governo federal nas investigações. Ou seja, inverteu-se a ordem hierárquica, já não é mais o ministério da justiça que controla a PF, mas sim a Policia Federal que tenta encurralar o novo ministro.

Tudo isso tem um sentido claro. A suposta defesa da autonomia da Polícia Federal frente as outras instituições não passa de uma manobra para que setores da PF ajam de acordo com os interesses da direita golpista e do próprio imperialismo.

Os setores golpistas tem medo de um possível combate por parte do governo contra os abusos cometidos pelas investigações. Esse é o procedimento que deve ser adotado, é preciso que o governo assuma o controle da PF, retirando-a das mãos dos golpistas.

artigo Anterior

Bolsonaro quer sitiar o Brasil, mas a pressão será do povo contra o golpe

Próximo artigo

Centrais sindicais lançam manifesto contra o golpe

Leia mais

Deixe uma resposta