Volpone – uma peça isabelina em cartaz

Compartilhar:

O teatro Mube Nova Cultural, em São Paulo, exibe a peça de Ben Johnson sobre a ganância

Ben Johnson foi contemporâneo de Shakespeare. Escreveu inúmeras peças de teatro e Volpone talvez seja sua melhor peça. Se não, pelo menos a mais conhecida e a mais representada. Volpone é um rico cavalheiro que finge estar morrendo para enganar três pessoas que fingem agradá-lo com o propósito de herdar-lhe a fortuna.

Assim como Volpone, as personagens da peça têm nomes italianos de animais. Os espectadores da peça, no século XVII entendiam esses nomes como nomes italianos engraçados. Apenas quem conhecia a língua sabia o que havia por trás deles.

Como a peça trata da ganância, nada mais interessante do que retratar as personagens com nomes de animais predadores, como a raposa, o abutre, etc.

A diretora da peça ora em cartaz figurou as personagens com as máscaras da Commedia dell’Arte. Isso valeu-lhe uma crítica da Folha de S. Paulo. Mais uma vez o jornal soube mostrar, com maestria, a sua enorme arrogância. Como dono da verdade, procura destruir a encenação, fazendo chacota da ideia de fantasiar as personagens com roupas de animais.

Isso é sistemático no jornal. Seu quadro de medíocres intelectuais acham-se donos da verdade, talvez porque escrevam num jornal que se sente dono da verdade.

Mas a crítica parece ser mais direcionada ao próprio Ben Johnson do que à diretora da peça, Neyde Veneziano, a qual tratou logo de responder às críticas da Folha. E respondeu bem. Não sabemos por que razão o plumitivo disse que o público se sentiu infantilizado ao assistir à peça. E Veneziano também não, afinal como alguém poderia afirmar algo assim sem se dar ao trabalho de psicanalisar os espectadores.

Mas nada disso importa. O que importa é que é uma oportunidde rara de ver encenada no Brasil uma peça de Ben Johson, um magistral autor de teatro cuja obra foi eclipsada pela de Shakespeare e de Marlowe, seus contemporâneos.

A peça encontra-se em cartaz no teatro Mube Nova Cultural e os ingressos são de apenas R$5,00. No elenco, grandes atores, como Chico Carvalho (Volpone), Claudinei Brandão (Corbaccio), Dirceu de Carvalho (Bonário e Voltore), Eliana Rocha (Urraca), Fabio Espósito (Corvino), Fabíola Moraes (Célia e Serpina), Gabriel Miziara (Mosca), Guryva Portela (Soldado e Juiz).

artigo Anterior

Policiais envolvidos na morte de mais 20 pessoas são libertados

Próximo artigo

Assista aqui a Análise Política da Semana

Leia mais

Deixe uma resposta